Postado em 26 de Outubro de 2016 às 08h28

Aplicativo para Android permite troca de dados entre médicos veterinários.

CleanTec do Brasil Imagine um aplicativo que possibilite a médicos veterinários trocar informações entre eles e a Secretaria da Agricultura. O Centro de Ciências Rurais da Universidade Federal de Santa Maria...

Imagine um aplicativo que possibilite a médicos veterinários trocar informações entre eles e a Secretaria da Agricultura. O Centro de Ciências Rurais da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, Santa Maria/RS) desenvolveu um aplicativo para smartphones Android com esta finalidade.
Voltado inicialmente ao nicho de equinos, a iniciativa, que tem o apoio institucional do Fundesa (Porto Alegre/RS), permite que o profissional cadastre todos os criadores para os quais presta serviços. Além disso, pode arquivar e monitorar exames de mormo ou anemia infecciosa equina, realizar o controle de vacinas e medicamentos e até o trânsito dos animais, além de arquivar a resenha fotográfica do animal.
O professor da UFSM, Enio Giotto, explica que o aplicativo já está disponível gratuitamente para aparelhos com sistema Android, mas que nada impede que um sistema como este possa vir a ser utilizado, futuramente, pelo serviço veterinário oficial. Ainda que inicialmente os equídeos não façam parte do escopo do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal, que é composto pelas cadeias de aves, suínos e bovinos de corte e leite, o presidente do Fundesa, Rogério Kerber, explica que “qualquer iniciativa que contribua para um melhor entendimento da importância da sanidade para o campo precisa ser apoiada”. Leia mais...

Veja também

Safra menor de milho no Brasil e Argentina afeta produção total da América do Sul 20/05/16 A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, Itália) avaliou, através do seu Boletim Trimestral da Segurança Alimentar, que as perspectivas de produção dos cerais da América Latina e Caribe para 2016 são favoráveis para os principais produtores da região, apesar do risco de o......
Exportação de carne de frango e peru in natura para UE é acrescida.28/07/16 A exportação de carne de frango para a União Europeia (UE) deverá ser acrescida de 4766 toneladas, e a de peru in natura (fresca e congelada), de 610 toneladas, ambas com tarifa zero dentro do limite da cota. O acordo, fechado......
Acre e Ceará receberão novas remessas de milho.13/01/17 Na próxima sexta-feira (13), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab, Brasília/DF ) realizará o primeiro leilão de frete do ano, para remoção de 2.567 toneladas de milho em grãos para atendimento a......

Voltar para Notícias