Postado em 26 de Outubro de 2016 às 08h28

Aplicativo para Android permite troca de dados entre médicos veterinários.

CleanTec do Brasil Imagine um aplicativo que possibilite a médicos veterinários trocar informações entre eles e a Secretaria da Agricultura. O Centro de Ciências Rurais da Universidade Federal de Santa Maria...

Imagine um aplicativo que possibilite a médicos veterinários trocar informações entre eles e a Secretaria da Agricultura. O Centro de Ciências Rurais da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, Santa Maria/RS) desenvolveu um aplicativo para smartphones Android com esta finalidade.
Voltado inicialmente ao nicho de equinos, a iniciativa, que tem o apoio institucional do Fundesa (Porto Alegre/RS), permite que o profissional cadastre todos os criadores para os quais presta serviços. Além disso, pode arquivar e monitorar exames de mormo ou anemia infecciosa equina, realizar o controle de vacinas e medicamentos e até o trânsito dos animais, além de arquivar a resenha fotográfica do animal.
O professor da UFSM, Enio Giotto, explica que o aplicativo já está disponível gratuitamente para aparelhos com sistema Android, mas que nada impede que um sistema como este possa vir a ser utilizado, futuramente, pelo serviço veterinário oficial. Ainda que inicialmente os equídeos não façam parte do escopo do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal, que é composto pelas cadeias de aves, suínos e bovinos de corte e leite, o presidente do Fundesa, Rogério Kerber, explica que “qualquer iniciativa que contribua para um melhor entendimento da importância da sanidade para o campo precisa ser apoiada”. Leia mais...

Veja também

Minas Gerais avança no ranking e ocupa sexta posição na criação de peixes.03/10/17 A piscicultura vem se consolidando uma importante atividade econômica na agropecuária de Minas Gerais. A mais recente prova deste crescimento veio na última semana, com a divulgação pelo IBGE de que, em 2016, o Estado passou a ocupar o sexto lugar no ranking nacional dos maiores criadores de peixes do País. No ano anterior, Minas ocupava o oitavo lugar na lista. Os......

Voltar para Notícias