Postado em 26 de Setembro de 2017 às

Argentina abre mercado para volta das importações de carne brasileira.

CleanTec do Brasil Após cinco anos de negociações entre as autoridades sanitárias dos dois países, o mercado argentino foi reaberto à carne bovina in natura brasileira, conforme anunciado primeiramente...

Após cinco anos de negociações entre as autoridades sanitárias dos dois países, o mercado argentino foi reaberto à carne bovina in natura brasileira, conforme anunciado primeiramente por Blairo Maggi nas redes sociais. “Mais do que o tamanho do mercado importador argentino, o ativo fundamental dessa reabertura é a sinalização dada a terceiros países de que o nosso produto tem livre circulação no Mercosul, também do ponto de vista sanitário”, diz o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Odilson Luiz Ribeiro e Silva. Leia mais...

Veja também

Melhora no consumo da carne bovina potencializa preços no atacado.27/12/16 O boi casado de animais castrados está cotado em R$10,01/kg. Desde o início do mês, a valorização foi de 3,8%. A alta foi puxada pelo traseiro e ponta de agulha, cujas vendas aceleraram mais em relação ao dianteiro. De acordo com a Scot Consultoria (Bebedouro/SP), a pequena melhora no consumo de carnes associada ao estoque curto, já que as compras de......
Exportação de carne bovina in natura registra seu melhor resultado13/04/16 A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) divulgou na última sexta-feira (01) os resultados das exportações brasileiras de carne bovina in natura. Segundo o órgão, o mês de março foi o que apresentou os......
Índice de Custos de Produção para suínos e frangos apresenta queda.17/08/17 Os índices de custos de produção da Embrapa (Brasília/DF), chamados de ICP, foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves (Concórdia/SC) e Conab (Brasília/DF). Os custos mantiveram......

Voltar para Notícias