Postado em 27 de Janeiro de 2017 às 10h41

Brasil deverá reforçar controle nas granjas para evitar influenza aviária.

CleanTec do Brasil A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA, São Paulo/SP) já foi procurada por países que deixaram de comprar carne de frango de mercados onde houve casos da doença para...

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA, São Paulo/SP) já foi procurada por países que deixaram de comprar carne de frango de mercados onde houve casos da doença para saber se o Brasil tem condições de suprir a demanda. De acordo com o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra, cerca de 600 mil toneladas devem deixar de ser compradas neste ano de nações que notificaram o registro da influenza aviária.
Turra afirma que o Brasil, se conservada a sanidade, tem grande chance de capturar boa parte dessa quantidade. “Em 60 dias, temos condições de nos rearticular para atender parte da nova demanda”, afirma. O executivo esteve na última quarta-feira (26), em Porto Alegre (RS), em evento organizado pela Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav, Porto Alegre/RS) para alertar sobre o risco da doença em razão de casos comunicados pelo Chile no início deste mês. Leia mais...

Veja também

Exportação de animais vivos recupera fôlego através do Brazilian Cattle 14/04/16 O projeto Brazilian Cattle, voltado para a divulgação da pecuária brasileira no exterior, tem grande importância no aumento das exportações do setor no primeiro bimestre de 2016, especialmente de animais vivos. Juntas, as 63 empresas e entidades associadas ao projeto tiveram elevação de 70,7% no volume exportado, em relação ao mesmo período......

Voltar para Notícias