Postado em 01 de Junho de 2017 às

Comercialização pecuária segue cautelosa em razão de insegurança nacional.

CleanTec do Brasil De acordo com informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, Piracicaba/SP), a comercialização segue lenta no mercado pecuário em razão da cautela dos...

De acordo com informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, Piracicaba/SP), a comercialização segue lenta no mercado pecuário em razão da cautela dos agentes em relação aos cenários político e econômico do Brasil. Os dados apontam que os pecuaristas têm optado por vender apenas o necessário, a fim de evitar exercer maior pressão sobre o mercado.
Por sua vez, os frigoríficos que têm participado de maneira mais ativa do mercado também evitam alongar as escalas. O motivo é que a crença de que, com o passar do tempo, os preços do mercado bovino possam ceder ainda mais. Leia mais...

Veja também

Agronegócio recupera otimismo com melhora na percepção da economia.17/08/16 O Índice de Confiança do Agronegócio (ICAgro), medido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp, São Paulo/SP) e pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), saiu de 82,6 para 102,1 pontos, na comparação entre trimestres. A alta de 19,4 pontos, que volta aos maiores patamares da série......
Quase 100% dos produtores rurais usam tecnologia para fazer negócios.05/05/17 A 7ª Pesquisa de Hábitos do Produtor Rural, realizada pela Associação Brasileira de Marketing Rural & Agronegócio (Abmra, São Paulo/SP), aponta que quase a totalidade dos agricultores e criadores de animais tem......
MAPA promove campanha com indígenas para vacinação de gado.08/05/17 Nas primeiras campanhas, o cenário era outro. Havia forte resistência dos indígenas em relação à vacinação do rebanho. “No início do programa, muitas comunidades eram contra o nosso trabalho,......

Voltar para Notícias