Postado em 01 de Junho de 2017 às

Comercialização pecuária segue cautelosa em razão de insegurança nacional.

CleanTec do Brasil De acordo com informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, Piracicaba/SP), a comercialização segue lenta no mercado pecuário em razão da cautela dos...

De acordo com informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, Piracicaba/SP), a comercialização segue lenta no mercado pecuário em razão da cautela dos agentes em relação aos cenários político e econômico do Brasil. Os dados apontam que os pecuaristas têm optado por vender apenas o necessário, a fim de evitar exercer maior pressão sobre o mercado.
Por sua vez, os frigoríficos que têm participado de maneira mais ativa do mercado também evitam alongar as escalas. O motivo é que a crença de que, com o passar do tempo, os preços do mercado bovino possam ceder ainda mais. Leia mais...

Veja também

Técnicos da Malásia farão inspeção em frigoríficos brasileiros.20/09/16 O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA, Brasília/DF), Blairo Maggi, está em missão no continente asiático a fim de ampliar as exportações brasileiras. Dentre os países visitados, a Malásia aceitou enviar uma equipe de técnicos ao Brasil. O objetivo é que os profissionais inspecionem frigoríficos para que o......
VBP do milho alcança valor recorde em relação aos últimos 27 anos.06/07/17 O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho, Brasília/DF), o ex-ministro da agricultura, Alysson Paolinelli, comemora a elevação do valor bruto da produção agropecuária (VBP)......
Agronegócio recupera otimismo com melhora na percepção da economia.17/08/16 O Índice de Confiança do Agronegócio (ICAgro), medido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp, São Paulo/SP) e pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), saiu......

Voltar para Notícias