Postado em 13 de Junho de 2016 às 15h58

Cotas para importação de carne bovina voltam a ser debatidas em acordo

CleanTec do Brasil Retomada das negociações entre os dois blocos não contemplou o produto A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA, Brasília/DF) já havia divulgado nota...

Retomada das negociações entre os dois blocos não contemplou o produto

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA, Brasília/DF) já havia divulgado nota questionando a decisão tomada pela União Europeia, em não incluir as cotas para importação de carne bovina na retomada das negociações com o Mercosul. “A Comissão Europeia tem consciência de que, para demonstrar interesse real nesse acordo, terá que resolver essa questão do acesso ao mercado para a carne bovina sul-americana”, divulgou a confederação.
Por isso, com o objetivo de discutir as negociações de livre comércio entre os dois blocos, o Fórum Mercosul da Carne (FMC) reuniu as entidades representativas de produtores de gado e da indústria frigorífica, durante encontro realizado na última semana, em Montevidéu (Uruguai).
A reunião contou com a presença do consultor da CNA, Décio Coutinho; do ministro de Relações Exteriores do Uruguai, Rodolfo Nin Novoa; do diretor-geral de Integração do Mercosul, o embaixador Gabriel Bellon; e de representantes de associações de produtores de carne do bloco. Leia mais...

Veja também

Carne Angus Certificada chega em Rondônia marcando expansão na região Norte.18/01/17 Depois de consolidar a produção de cortes de alta qualidade em outros oito estados brasileiros, o Programa Carne Angus Certificada chegou a Rondônia marcando sua expansão na região Norte do Brasil. O primeiro abate oficial foi realizado no final de novembro no frigorífico da Minerva Foods no município de Rolim de Moura (RO). O lote pertencente a um mesmo criador teve......
Projeto constata alta de 9% no preço médio da tilápia inteira.21/06/17 A Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas/TO) constatou, após consultar 385 estabelecimentos comerciais de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Distrito Federal e Ceará, uma alta de 9% no preço médio da......

Voltar para Notícias