Postado em 06 de Fevereiro de 2017 às 15h04

Exportação da carne suína aumenta 39% em relação a janeiro de 2016.

CleanTec do Brasil A visão da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS, Brasília/DF) é otimista para 2017. Após meses amargando prejuízos devido à expressiva alta no...

A visão da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS, Brasília/DF) é otimista para 2017. Após meses amargando prejuízos devido à expressiva alta no preço do milho e a redução no consumo de proteínas, causada pelo aumento do desemprego e pela queda na renda os brasileiros, agora o cenário parece mudar.
Assim como em 2016, as expectativas para o mercado externo são positivas e o comércio mantem-se firme. Apenas em janeiro, o País exportou 54,5 mil toneladas, um aumento de 39% se comparado ao mesmo período do ano anterior. Leia mais...

Veja também

Balança comercial fecha 2016 com superávit recorde03/01/17 A balança comercial brasileira fechou 2016 com superávit de US$ 47,7 bilhões, cifra anual recorde. Segundo informações divulgadas pelo Ministério da Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) nesta segunda-feira (02), as exportações somaram US$ 185,2 bilhões no ano, enquanto as importações alcançaram US$ 137,5......
Exportações de carne suína mantêm ritmo positivo27/11/15 As exportações brasileiras de carne suína (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) mantiveram em outubro o ritmo positivo acumulado ao longo do ano, segundo dados da Associação Brasileira de......
Salmonelose suína29/12/15 A salmonelose também é conhecida como paratifo dos leitões. Quando os animais são acometidos apresentam pneumonia popularmente conhecida como batedeira. A salmonelose é infecciosa e acomete os animais entre cinco......

Voltar para Notícias