Postado em 18 de Abril de 2016 às 17h40

Japão importa 805 toneladas de ovos frescos no primeiro bimestre!

CleanTec do Brasil Brasil foi, em 2015, o principal fornecedor de ovos aos japoneses pela primeira vez, com 530 toneladas – equivalente a 35% das importações totais. No primeiro bimestre de 2016, o Japão já...

Brasil foi, em 2015, o principal fornecedor de ovos aos japoneses pela primeira vez, com 530 toneladas – equivalente a 35% das importações totais. No primeiro bimestre de 2016, o Japão já importou 805 toneladas do produto, sendo 680 oriundos do Brasil.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, Rio de Janeiro/RJ), a produção brasileira de ovos de galinha foi de 2,92 bilhões de dúzias em 2015 e cresceu 3,5% comparada a 2014.

O crescimento nas vendas externas ocorreu, segundo o adido agrícola no Japão, Marcelo Mota, após a definição de um modelo de certificado sanitário para amparar às exportações dos produtos, em agosto de 2015. O fato de o Brasil possuir plantéis comerciais livres de enfermidades avícolas importantes para o setor, como influenza aviária e doença de Newcastle, foi fundamental para a certificação sanitária. Leia mais...

 

Veja também

Brasil é o maior exportador de frango do mundo - e o mérito é do produtor.25/08/17 A vocação é quando um talento encontra a necessidade do mundo. Essa é a palavra que traduz a representatividade do Brasil no mercado global com relação à exportação de carne de frango. O “celeiro do mundo” é o principal fornecedor do produto, enviando para mais de 160 países o resultado das mãos dos avicultores......
Temas de interesse do setor avícola serão discutidos na Serra Gaúcha.22/07/16 Como parte do Expediente Asgav/Sipargs, que será realizado na manhã desta sexta-feira (22), em Bento Gonçalves (RS), a programação discutirá temas variados de interesse do setor avícola. Os assuntos são......
Maranhão quer investir em comércio de animais vivos09/12/15 Os embarques de bois vivos por Vila do Conde, em Barcarena, no Pará, podem estar com os dias de "quase exclusividade" contados. O porto responde por 98% das operações nacionais desse tipo de carga, mas, além de Rio Grande......

Voltar para Notícias