Postado em 16 de Setembro de 2016 às 09h22

Pecuarista é colocado à prova em 2016.

CleanTec do Brasil Figurando entre um dos anos mais difíceis para o pecuarista brasileiro, o ano de 2016 foi marcado pela alta dos preços dos insumos e pela situação econômica dificultada. A falta de chuvas na...

Figurando entre um dos anos mais difíceis para o pecuarista brasileiro, o ano de 2016 foi marcado pela alta dos preços dos insumos e pela situação econômica dificultada. A falta de chuvas na maior parte das regiões, com a consequente piora na qualidade das pastagens, e as incertezas quanto ao mercado do boi gordo também foram fatores importantes, que resultaram em baixa liquidez no mercado de reposição nos primeiros meses do ano.Segundo a Scot Consultoria (Bebedouro/SP), após as valorizações da reposição observadas principalmente no final de 2015, a retração da demanda ocasionou em queda nas cotações no decorrer do ano.

Veja também

Sociedade Brasileira de Zootecnia abre inscrições para 54ª reunião.31/01/17 Consagrada como fórum de discussão científica da produção animal brasileira e espaço de apresentação de resultados de pesquisa por estudantes e profissionais de todo o Brasil e exterior, a 54ª edição da reunião anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia (SBZ) ocorrerá em Foz do Iguaçu/PR, entre 24 e 28 de julho de......
Exportações no agronegócio paulista cresceram 12,8% em 2016, aponta IEA.19/01/17 No ano de 2016, o agronegócio no Estado de São Paulo registrou um superávit de US$13,40 bilhões, representando um aumento de 23,4% em relação ao resultado da Balança Comercial de 2015, quando houve um......

Voltar para Notícias