Postado em 04 de Maio de 2016 às 08h56

Pesquisa revela maximização de eficiência na dieta de leitões com uso de minerais

CleanTec do Brasil A superdosagem de Quantum Blue, enzima fitase produzida pela AB Vista que gera grandes benefícios aos produtores de aves e suínos, pode maximizar a eficiência da dieta de leitões. Essa é a...

A superdosagem de Quantum Blue, enzima fitase produzida pela AB Vista que gera grandes benefícios aos produtores de aves e suínos, pode maximizar a eficiência da dieta de leitões. Essa é a descoberta feita pela pesquisa realizada em parceria com a Universidade de Illinois, que revela a liberação de minerais vitais como o zinco, ferro e cobre através da hidrólise completa de fitato.

O estudo, apresentado no fim de março em Bangkok, mostrou que a segmentação e a rápida destruição de fitato com uma acumulação mínima de ésteres com menores concentrações de fósforo poderia melhorar o desempenho animal. A seleção de uma fitase com ótimas características garante este resultado, especialmente se for inserida em níveis de superdosagem. O efeito da fitase Quantum Blue nessa aplicação tem a capacidade de ir além da melhoria da digestibilidade ou retenção de nutrientes. Também permite diminuir o custo da ração e reduzir a excreção mineral.

A parceria entre a companhia e a universidade visa desenvolver a base de um sistema de estudo preciso de minerais, trabalhando para o uso em formulações de dietas comerciais de suínos. De acordo com o gerente Técnico da AB Vista, Pete Wilcock, a presença de fitato pode reduzir significativamente a disponibilidade dos minerais e a quebra do fitato desempenha um papel vital na otimização de dietas.

“Microminerais desempenham um papel fundamental na melhoria do desempenho dos leitões, mas o fitato se liga fortemente aos íons minerais carregados negativamente na dieta, tais como o zinco, cobre e ferro. Além disso, verificou-se que o fitato pode ter um efeito negativo semelhante sobre a digestibilidade de outros nutrientes”, revela Wilcock. Leia mais...
 

Veja também

Exportação de carnes à Singapura deve aumentar em US$ 100 milhões/ano.06/10/17 Após o serviço veterinário de Singapura (Agri-Food & Veterinary Authority of Singapore – AVA) comunicar ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA, Brasília/DF) sobre a abertura daquele mercado às carnes brasileiras, as expectativas de negócios estão altas. A perspectiva é de que as vendas de carnes para o país......
Confinamento exige atenção para doenças respiratórias em bovinos.03/01 O confinamento está em franco crescimento no Brasil. Levantamento da Associação Nacional dos Confinadores (Assocon, São Paulo/SP) indica a terminação de 4,1 milhões de cabeças/ano, com estimativa de 5......

Voltar para Notícias