Postado em 15 de Janeiro de 2016 às 09h21

Saiba como evitar a parasitária bovina na produção.

CleanTec do Brasil Causador de diversas doenças em bovinos, o carrapato exige controle estratégico para que enfermidades não atinjam o rebanho. Para explicar como evitar que o parasita atrapalhe o rendimento do produtor, o...

Causador de diversas doenças em bovinos, o carrapato exige controle estratégico para que enfermidades não atinjam o rebanho. Para explicar como evitar que o parasita atrapalhe o rendimento do produtor, o diretor Técnico de Saúde Animal da Ourofino Saúde Animal (Cravinhos/SP), Marcus Rezende, vai participar do programa exibido ao vivo nesta sexta-feira (15/01), a partir das 11h30 (horário de Brasília), pelo Canal do Boi ou acessando www.ourofinosaudeanimal.com/aovivo.

Segundo Rezende a Tristeza Parasitária Bovina (TPB), também conhecida como Tristezinha, Amarelão, Mal da Boca Branca e Piroplasmose, é uma enfermidade parasitária infecciosa que tem como principais agentes dois microorganismos: uma riquetsia do gênero Anaplasma (Anaplasmose) e um protozoário do gênero Babesia (Babesiose). O principal agente transmissor é o carrapato bovino Rhipicephalus (boophilus) microplus. Saiba mais...

Veja também

Maior evento de processamento de carnes do mundo reuniu 63 mil visitantes01/06/16 Realizado em Frankfurt, na Alemanha, encontro reuniu muitos brasileiros! Garantir a segurança alimentar do planeta em um cenário de crescimento da população é um desafio. As projeções já são de conhecimento geral, como o consumo médio de carnes por habitantes em 2050, que, segundo a FAO, deverá ser de 64,17kg, um aumento de 65%. Desta......
Comunicação é estratégia para evidenciar atuação do agronegócio.14/03/17 Apesar de ser principal fonte de renda da economia brasileira, responsável por 23% do PIB do País, o agronegócio enfrenta muitas críticas, principalmente pela exigência de a atividade se desenvolver de maneira......

Voltar para Notícias