Postado em 15 de Janeiro de 2016 às 09h21

Saiba como evitar a parasitária bovina na produção.

CleanTec do Brasil Causador de diversas doenças em bovinos, o carrapato exige controle estratégico para que enfermidades não atinjam o rebanho. Para explicar como evitar que o parasita atrapalhe o rendimento do produtor, o...

Causador de diversas doenças em bovinos, o carrapato exige controle estratégico para que enfermidades não atinjam o rebanho. Para explicar como evitar que o parasita atrapalhe o rendimento do produtor, o diretor Técnico de Saúde Animal da Ourofino Saúde Animal (Cravinhos/SP), Marcus Rezende, vai participar do programa exibido ao vivo nesta sexta-feira (15/01), a partir das 11h30 (horário de Brasília), pelo Canal do Boi ou acessando www.ourofinosaudeanimal.com/aovivo.

Segundo Rezende a Tristeza Parasitária Bovina (TPB), também conhecida como Tristezinha, Amarelão, Mal da Boca Branca e Piroplasmose, é uma enfermidade parasitária infecciosa que tem como principais agentes dois microorganismos: uma riquetsia do gênero Anaplasma (Anaplasmose) e um protozoário do gênero Babesia (Babesiose). O principal agente transmissor é o carrapato bovino Rhipicephalus (boophilus) microplus. Saiba mais...

Veja também

Setor pecuário registra crescimento de 1,72% em 2016.31/03/17 De acordo com um levantamento realizado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea Esalq/USP, Piracicaba/SP), em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA, Brasília/DF), o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio cresceu 4,48% em 2016, em comparação com o desempenho de 2015. Leia mais......
Programa de democratização genética vende 30% mais touros em 2016.29/12/16 O Pró-Genética, programa de democratização de genética da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ, Uberaba/MG), bateu recorde em 2016 quanto ao número de animais vendidos: foram 2762 touros POs......

Voltar para Notícias